50 Dicas de avaliadores da Redação do ENEM


Ao longo de 8 anos ajudando mais de 300 mil alunos (somando online e presencial, direta e indiretamente) a tirarem notas altas na redação do ENEM, tive a oportunidade de ter contato com as principais dúvidas e angústias de quem está buscando superar mais esse desafio.

A partir dessa experiência é que hoje sei exatamente como auxiliar de maneira rápida àqueles que precisam de dicas para a redação do ENEM, principalmente tratando-se daquelas de aplicação prática.

Reuni, então, 50 dicas que vão ajudar você em todos os aspectos necessários: desde sua preparação até o tão esperado dia da prova.

Leia todas com atenção e não esqueça de compartilhar com os colegas e amigos, se gostar!

Inclusive, não deixe de conhecer o curso de redação para o ENEM que eu desenvolvi, o Redação #Mito!

Dicas Gerais

  • Nunca copie frases dos textos de apoio
  • Adapte sua caligrafia: letra muito grande dá pouco espaço para desenvolver o tema e pode tornar seu texto superficial (ainda mais para aqueles que aumentam a letra propositalmente)
  • Acompanhe regularmente o site oficial do ENEM — use o app para celular e baixe e leia a cartilha do participante sobre a redação do ENEM
  • Busque aulas particulares de redação apenas quando você aprender a eliminar os erros mais básicos de seus textos (você não quer pagar para alguém corrigir erros de ortografia/acentuação que você eliminaria facilmente com uma revisão)
  • Pesquise e entenda cada uma das 5 competências avaliadas na redação do ENEM

Dicas para praticar Redação

  • Escreva ao menos 1 redação por semana
  • Sempre cronometre o tempo que você leva – o objetivo é chegar em 1h30 (incluindo o tempo para revisar e passar a limpo
  • Use sites como Projeto Redação ou Uol Redações para treinar com temas que podem cair no ENEM
  • Faça redações com todos os temas que já caíram no ENEM anteriormente, inclusive os PPL
  • Adquira o costume de pesquisar e analisar redações nota 1000 de ENEMs passados

Na hora de escrever

  • Use a melhor e mais básica estrutura macro: Introdução + 2 argumentos + conclusão
  • Se nos textos de apoio houver gráficos, utilize esses dados para criar seus argumentos
  • Sempre faça um esquema de suas ideias antes de começar a escrever. Esse esquema deve conter palavras-chave que deixem claro o que você pretende abordar em cada parágrafo da redação
  • Ao iniciar uma redação, antes de mais nada, adquira o costume de pensar sobre o tema e quais suas ideias iniciais sobre ele (sem pesquisar nada)
  • Aprenda a usar os conectivos (ou operadores argumentativos) para dar coesão para seu texto
  • Ao usar argumentos de autoridade, cuidado para não tornar seu texto demasiadamente descritivo (contrário de argumentativo)
  • Escreva de maneira impessoal: em redação isso significa usar verbos em terceira pessoa do singular ou primeira do plural e ainda indeterminar o sujeito
  • Não tente usar palavras difíceis só por usar. O texto deve ser claro e usar vocabulário formal, mas nada de exageros
  • Gaste menos tempo com conteúdos que tentam adivinhar o tema da redação desse ano e mais tempo aumentando seu conhecimento de mundo
  • Na sua proposta de intervenção, lembre-se sempre de citar os MEIOS de como chegar à solução que você propõe
  • Toda introdução deve ter sua tese – seu posicionamento sobre o tema, que pode ser relativizado através de considerações a favor e contra
  • Busque equilibrar o número de linhas entre os parágrafos: nenhum pode ser muito maior ou muito menor que o outro
  • Não repita palavras, especialmente se muito próximas. Busque sinônimos ou expressões que possam retomar o elemento a que você está se referindo
  • Nunca escreva um parágrafo inteiro que contenha apenas uma frase
  • O título da redação do ENEM não é obrigatório, mas se quiser escrever siga a estrutura “Reafirmação do tema: frase opinativa”
  • Sim, é possível criar um argumento contra e outro a favor, mostrando “os dois lados da moeda”
  • Aprenda a estrutura correta do parágrafo, com tópico frasal, desenvolvimento e conclusão
  • Procure escrever frases mais curtas — isso deixa seu texto mais claro –, mas não esqueça dos conectivos
  • Na proposta de intervenção, pense em como cada ator social pode atuar sobre o problema: governo, família, sociedade, escola, ONG’s, iniciativa privada, indivíduo
  • Utilize, sempre que possível, exemplos concretos em seus argumentos
  • A primeira coisa que você deve fazer na introdução é uma contextualização do problema — seja através de uma relação histórica, seja através de uma curta explanação de causa e consequência que levou a ele
  • Muito cuidado com expressões coloquiais (aquelas que são aceitas sem problemas na fala, porém incorretas na escrita) — elas simplesmente não podem aparecer no seu texto

Para aumentar seu Conhecimento de Mundo

  • Faça pesquisas sobre cada tema que você treinar
  • História é a disciplina que mais ajuda a contextualizar e criar argumentos para a redação. Estude-a!
  • Assista a palestras TED para aumentar seu conhecimento e visão de mundo.
  • A Mitologia greco-romana é outra ótima fonte de referências para fazer relações e construir argumentos. Estude-a através de jogos como God of War ou filmes como Fúria de Titãs.
  • Respeite os direitos humanos, princípios de cidadania, igualdade, liberdade e diversidade
  • Usar citações de pensadores é uma técnica válida, mas tente não forçar a barra e sair encaixando em qualquer tema aquela frase que você decorou

Dicas de Gramática

  • Entenda a diferença entre Coerência e Coesão
  • Erros de ortografia são imperdoáveis. Para estudar, busque todas as palavras que tiver dúvida (acho desnecessário estudar regras de ortografia, já que as exceções são muitas)
  • Estude a forma certa de usar os porquês — é simples de entender e muitos candidatos perdem nota por não saberem usar
  • Não utilize palavras entre aspas para lhes dar sentido figurado — isso é visto como falta de vocabulário pelo avaliador
  • Nunca utilize gírias ou abreviaturas
  • Estude como usar travessões e acrescente essa ferramenta de pontuação às suas redações
  • A vírgula é o caso de pontuação em que os candidatos mais erram — é um conteúdo de dificuldade elevada e que depende principalmente do estudo do período composto (orações subordinadas e coordenadas). Destaque-se eliminando seus erros de vírgula
  • Busque e aprenda a regência dos verbos mais comuns de se usar em redação
  • Estude concordância verbal, principalmente os casos em que o sujeito está longe do verbo
  • Estude concordância nominal, principalmente quando há dois ou mais adjetivos vindo antes ou depois de um substantivo
  • Estude regras de acentuação e crase

Dicas para o dia da prova

  • Sua redação deve ser escrita com caneta azul ou preta, que deve ser de tubo transparente.
  • Não deixe a redação para o final! Quando começar a prova, leia o tema + os textos de apoio e já faça um esquema inicial de ideias. Então faça uma das provas objetivas e depois volte para a redação. Muitas ideias vão aparecer nesse meio tempo.

André Gazola

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor especialista em escrita e redação para ENEM, vestibulares e concursos públicos, além de pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura.

Recent Content