Tecnologia em sala de aula: 3 sites para professores

Em educação, hoje, muito se fala sobre a importância do uso das novas tecnologias como forma de aproximar e motivar o aluno para determinados conteúdos. Usa-se o termo TICs — Tecnologias da Informação e Comunicação — a torto e a direito. Porém o que de fato significa utilizar a tecnologia em sala de aula e como ela pode melhorar o aprendizado dos alunos?

Os professores mais jovens costumam ter pouca orientação a respeito disso, pois as universidades insistem em sufocá-los com teorias pedagógicas do século XIX, deixando de lado tudo que tenha a ver com as práticas de gerenciamento de sala de aula no século XXI.

Os mais velhos, por outro lado, sentem-se perdidos em meio a tantas novidades e tão poucas oportunidades de aprender, seja por falta de recursos da escola ou falta de tempo para a tão necessária atualização.

Há ainda os terceiros que, superando todos esses desafios, lutam e enchem o peito para contar que realizaram um trabalho em que seus alunos deveriam criar um blog, publicar algo em determinada rede social ou resolver um cálculo na tela do computador — um começo louvável em frente a tantos obstáculos, mas ainda assim insuficiente, pois nossos alunos já estão fartos de conhecer o Blogger, o Facebook ou o PowerPoint e poderiam ter feito muito bem aquele cálculo simples no caderno, como sempre foi.

No artigo de hoje, vou apresentar a você 3 ferramentas tecnológicas utilizadas por mim em sala de aula. São recursos realmente diferentes e interessantes que irão disciplinar, motivar e permitir que seu aluno construa seu conhecimento de maneira que nem você nem ele jamais haviam imaginado.

ClassDojo

Ano passado eu estava enfrentando diversos problemas de indisciplina em minhas aulas com uma determinada turma do Ensino Médio. Eram alunos conversando durante a explicação, brigando com os colegas, não fazendo temas, levantando e andando pela sala na hora que bem entendiam e, como consequência, as notas começaram a cair.

Durante minhas pesquisas para o artigo como combater a indisciplina em sala de aula, encontrei o ClassDojo, um site que foi de enorme auxílio na solução de meus problemas.

Conheça os recursos do ClassDojo

Os recursos são simples mas muito efetivos.

Para usar, os primeiros passos após se cadastrar gratuitamente são os seguintes:

  1. Você configura suas turmas, inserindo o nome de todos os alunos, que recebem um “monstrinho” que os identifica — eles adoram.
  2. Você define todos os comportamentos/atitudes que você considera positivos durante sua aula. Os meus são: Ajudou um colega, Contribuiu na correção, Participou ativamente e Realizou as atividades.
  3. Você define todos os comportamentos/atitudes que você considera negativos durante sua aula. Os meus são: Atrapalhou a aula, Chegou atrasado, Estava sem material, Não fez o tema, Não realizou as atividades.
  4. A cada início de aula, você abre o site e clica em “Iniciar” na turma correspondente àquela que você estiver no momento. É preciso que os alunos possam acompanhar visualmente, através de um datashow ou similar, todas as suas ações no site.
  5. Conforme a aula se desenrola, você atribui pontos positivos ou negativos para os alunos que merecerem, especificando qual foi o comportamento que gerou essa pontuação — é uma forma de dar feedback imediato e individual, deixando claro o que é e o que não é esperado deles.
  6. Em atividades de leitura ou correção, você utiliza a opção “Random” para sortear o aluno que participará naquele momento — é uma ótima forma de fazer todos, até os mais quietinhos, participarem ativamente da aula.
  7. Quando você passar uma atividade que exija certo tempo para resolução, combine previamente a quantidade de tempo com os alunos e utilize a função “Timer” para que eles possam acompanhar exatamente quanto tempo falta para o término da atividade — uma campainha é tocada pelo site quando o tempo acabar.
  8. Quando a aula terminar, clique em “End Class”.

Conforme os alunos vão ganhando ou perdendo pontos, ao lado de seu monstrinho aparece +1, +2 ou -1, -2 e assim por diante. O aluno com pontuação positiva ficará motivado para alcançar ainda mais pontos, enquanto aquele com uma pontuação negativa terá vontade de melhorar para equiparar-se aos melhores da turma.

Você, como professor, terá acesso a gráficos de desempenho por turma, por aluno e por data. Além disso, poderá fazer comentários sobre cada aluno que podem ficar visíveis apenas para você ou ser compartilhados com os pais daquele aluno — você pode criar uma conta para cada pai se cadastrar e visualizar os resultados somente de seu filho.

Ao utilizar o ClassDojo todos os meus problemas com indisciplina acabaram e, ainda, as turmas com as quais eu não tinha tais problemas mostraram uma melhora de desempenho fabulosa.

Claro, toda essa explicação é um tanto vaga até você começar usar. Acesse, cadastre-se, conheça melhor o site  e tome o controle de suas aulas como nunca antes.

No vídeo abaixo, em inglês, você tem um tutorial completo que ensina como usar o ClassDojo.

Prezi

Já vi muitos professores que se acham o máximo por usarem aquelas apresentações de slides cheias de gif animados combinados a cores tão vibrantes que deixam metade dos alunos à beira de um ataque epilético.

Apesar de muitos não saberem como usar o Power Point em suas aulas, aqueles que o sabem deixam de atrair a atenção dos alunos quando começam a usar slides como único recurso didático.

O Prezi é uma nova maneira de pensar as apresentações visuais.

Antes de mais nada, é tudo on-line. Nada de baixar e instalar programas. Além disso, é uma plataforma colaborativa, ou seja, você pode acessar e usar as apresentações que eu criar e eu posso acessar e usar as suas.

E veja o meu preferido, sobre as Vanguardas Europeias:

Evidentente, você não usará apresentações do Prezi em todas suas aulas, mas use-as como substitutas ao Power Point para ver seus alunos impressionados com os efeitos visuais e a interação que a plataforma possibilita.

Para aprender a usar, você deve brincar bastante com o site para explorar seus recursos, mas não é nada que qualquer pessoa com conhecimento básico de informática não possa aprender.

Veja abaixo um vídeo mostrando um pouco do Prezi em funcionamento. (em inglês)

Padlet

Os recursos anteriores eram mais indicados para uso do professor — apesar de ser uma ideia possível solicitar que seu aluno faça um Prezi para explicar ele mesmo determinado conteúdo.

O Padlet, por outro lado, é uma ferramenta que uso muito no laboratório de informática para que o aluno literalmente construa seu conhecimento sobre o tema que estivermos estudando.

Lembra-se daqueles murais que muitos de nós tínhamos no quarto, de isopor ou cortiça? O Padlet é basicamente aquilo, porém virtual.

Você começa com uma parede em branco. Depois acrescenta imagens, textos, vídeos, arquivos e tudo o mais que quiser, movendo tudo para um lado ou para outro, da forma que desejar.

Ao final, você pode usar como uma apresentação, exportar em pdf, ou compartilhar nas redes sociais.

Veja abaixo um dos Padlets que eu fiz no ano passado:

Uma coisa legal é que você ou seu aluno não precisam sequer cadastrar-se para começar a usar. O cadastro é importante, porém, para salvar todos os murais que você produzir.

Utilizar recursos tecnológicos como ferramentas de aprendizagem cada vez mais é uma necessidade, visto que os alunos vivem o tempo todo conectados. Nem todos professores possuem o preparo necessário para essa mudança brusca de perspectiva em relação aos métodos tradicionais de ensino, mas é papel de todos buscar o aperfeiçoamento contínuo para que nem a educação e nem nosso trabalho fiquem para trás em relação ao dinamismo que o mundo a nossa volta mostra a cada dia.

Para você que se interessa no assunto, tenho duas dicas de livros que li nas férias que vão lhe ajudar muito no entendimento e no uso das novas tecnologias na educação (sinopses retiradas do Submarino):

Telas que Ensinam – Mídia e Aprendizagem – Do Cinema às Tecnologias Digitais, de Samuel Pfromm Netto

Livro Telas que Ensinam - Mídia e Aprendizagem - Do Cinema às Tecnologias Digitais

Os desafios, em matéria de educação e preparo de recursos humanos para as atividades produtivas em geral, em meio às novas tecnologias de telecomunicações e às demandas de melhor educação em todos os seus níveis e modalidades, impõem o emprego de “telas que ensinam” de qualidade.

O passado, o presente e o futuro das telas que propiciam aprendizagem e ensino com suas imagens móveis e seus textos são examinados nesse livro à luz da teorização e da pesquisa científica da natureza psicológica e pedagógica realizadas no Brasil e no exterior.

Aprendizagem na Era das Tecnologias Digitais

Livro - Aprendizagem na Era das Tecnologias DigitaisAs pesquisas são todas fundamentadas em conceitos de educação, de cognição, do compromisso entre universidade, desenvolvimento e mundo da produção capitalista.

Buscaram-se teorias na área da psicologia, da sociologia, da epistemologia, da tecnologia digital integrando-se num roteiro metodológico do construcionismo.

As três partes em que foi dividido o livro permitem ao leitor uma visão do problema apresentado trazendo uma ligação entre a tecnologia e educação raramente abordada fora do eixo escola e tecnologia.

E você, professor? Que ferramentas virtuais interessantes já utilizou em suas aulas que chamaram a atenção dos alunos?

Bolsas para a faculdade

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor especialista em escrita e redação para ENEM, vestibulares e concursos públicos, além de pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura.

DOWNLOAD PRONTO!
Vou lhe mandar por e-mail
Cadastre-se abaixo para receber este modelo por e-mail.
Receber agora
Seus dados estão seguros.
close-link

NÃO VÁ EMBORA AINDA!
BAIXE GRÁTIS MEU LIVRO
COMO ESCREVER COM CLAREZA

[Revisto e atualizado. Edição 2019]
Baixe este ebook grátis e aprenda os macetes de escrita que meus alunos usam para alcançar o sucesso.
BAIXAR JÁ
Seus dados estão seguros aqui.
close-link

Continue comigo!

Receba minhas melhores dicas de escrita e língua portuguesa direto no seu e-mail. Cadastre-se abaixo :)
CADASTRAR
close-link