Referências Bibliográficas no Mundo Digital

O título é um pouco contraditório, mas ilustra bem o conflito que existe no mundo acadêmico, onde a internet também tomou conta e dificilmente uma pesquisa não se utiliza dessa ferramenta.

O que poucos sabem, no entanto, é que mesmo o conteúdo retirado da internet deve ser referenciado e que já existem normas específicas de como fazer isso, segundo a ABNT.

Separei três exemplos que considerei serem bem comuns e que podem (e devem) ser usados nas pesquisas em geral:

Referência de busca por assunto sem autoria

Existem diversos sites onde podemos buscar por assunto. Este simples procedimento deve ser informado nas referências do trabalho desta forma:

LITERATURA. In: DICIONÁRIO da língua portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 1988. Disponível em: <http://www.exemplo.com.br/arquivo.htm>. Acesso em: 8 mar. 1999.

Referência de lista de discussão

Talvez uma das mais ricas fontes de opiniões e idéias. Portanto nunca se esqueça: idéias têm dono, que deve levar o crédito por elas:

BLOGS EDUCATIVOS Discussion List. List maintained by Yahoo! Groups, in Yahoo! Brazil. Disponível em: <http://br.groups.yahoo.com/group/blogs_educativos/>. Acesso em: 27 mai. 2007.

Referência de e-mail

É meu amigo, você trocou e-mails com seu orientador e resolveu usar uma grande idéia dele? Cite-o!

KÖCHE, Vanilda Salton. Publicação eletrônica [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por <mr.thechessman@gmail.com> em 27 mai. 2007.

Ainda existem outros tipos de citações do meio eletrônico como, referência de base de dados, referência de arquivo em disquete, referência de software educativo etc., mas são bem menos comuns.

Então, a partir de agora, não esqueça de citar!

Ah! Quase que esqueço ;), utilizei como base para pesquisa deste post, o seguinte livro:

KÖCHE, Vanilda Salton, BOFF, Odete Maria Benetti e PAVANI, Cinara Ferreira. Prática textual: Atividades de leitura e escrita. Petrópolis: Vozes, 2006.

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.