Seu filho e o gosto pela leitura – Dicas para aplicar desde o berço


Um dos maiores problemas que enfrento em sala de aula é o de jovens que não gostam de ler. Muitos motivos poderiam ser elencados para tentar explicar isso, porém acredito que o maior deles é a falta de estímulo dentro de sua própria casa — pais que não leem não podem esperar que o filho leia.

A solução para isso é criar um ambiente, desde o nascimento do bebê, que estimule seu interesse pelo maravilhoso mundo da literatura.

Livros e personagens literários ocupam um papel importantíssimo na sociedade atual, não apenas na escola ou na universidade, mas também na vida de todos nós. Ler é um hábito saudável que ajuda a desenvolver a imaginação, a aumentar o vocabulário e a refinar a educação tanto de crianças quanto de adultos. Nesse artigo você aprenderá 9 atitudes importantes para estimular o gosto pela leitura desde cedo em seu filho.

Preencha sua casa com livros

Sempre compre livros para você mesmo de modo a ser um exemplo de amor pela leitura. Eles não precisam ser novos e nem caros, mas devem ser lidos por você como forma de demonstrar o prazer que a leitura proporciona. Aproveite para trocar e emprestar livros como forma de ensinar também o hábito de fazer cada coisa em seu tempo hábil (ou seja, terminar de ler antes da data de devolução), evitando a procrastinação.

Espalhe livros pela casa para estimular seu filho a ler

Adquira uma variedade de livros apropriados para a idade de seu filho, mas também outros tipos de livros para sua biblioteca. Quando a criança acostuma a ver livros em cada cômodo e ainda alinhados nas prateleiras, essa imagem torna-se muito importante quando ela começar a pensar sobre a importância da leitura e o entretenimento por ela proporcionado. Mostre excitação sobre o ato de comprar e buscar o título que você deseja.

  • Há diversas livrarias e sebos especializados em livros infantis, mas você pode sem problema algum ir a livrarias normais com seu filho, desde cedo. Levá-lo com você vai dar a ele a sensação de estar intimamente envolvido com o processo de leitura. Deixe a criança escolher alguns livros enquanto você escolhe os que podem ser lidos em conjunto, dessa forma ela sentirá que também tomou certas decisões.
  • Considere a ideia de comprar dois livros iguais para que ambos possam ler e trocar opiniões após terminada a leitura. Pode ser um desafio interessante competir para ver quem termina o livro antes (se seu filho já estiver plenamente alfabetizado, é claro).
  • Livros usados são baratos! Não dê a desculpa para si mesmo de que livros são caros. Boa parte das cidades possui sebos de qualidade, sem contar sites como o Estante Virtual, que permitem a busca por milhões de livros usados em todo o Brasil por preços que chegam a menos de R$1,00.
  • Compre ou construa prateleiras para guardar seus livros. Se seu filho puder ver vários livros com apenas uma olhada é bem provável que escolha um para ler. Coloque livros em diferentes cômodos da casa, talvez em cestos ou mesas de centro.

Leia diversos tipos de mídia impressa

Fontes de leitura como revistas e jornais são mais uma forma atrair seu filho para a leitura. Invista em assinaturas de revistas que você goste e que tenham conteúdo adequado para crianças. Se seu filho vir você lendo coisas diferentes, é possível que ele se interesse em tópicos como moda, atualidades, esportes, animais, cinema, etc. Leia esse tipo de material à mesa do café ou depois do trabalho em um local confortável e longe do ruído da televisão. Isso será um exemplo de como as pessoas podem relaxar e aprender ao mesmo tempo. Logo seu filho reconhecerá jornais e revistas como fontes de informações sobre o que está acontecendo fora de seu círculo familiar, no mundo lá fora.

  • Ensine a criança como um jornal deve ser lido: como encontrar informações relevantes em seções diferentes, a parte das notícias, dos quadrinhos, das charges, da programação de cinema, do caderno cultural, dos esportes, etc.
  • Diversas revistas voltadas à família incluem seções para crianças. Oriente seu filho através dessas seções, assim ele poderá resolver quebra-cabeças, solucionar desafios e interagir através dos joguinhos que muitas delas possuem.
  • Ouça audiobooks em CD ou mp3. (compre aqui ótimos audiobooks)
  • Dada a crescente popularidade dos e-readers, como o iPad, o Kindle e outros, considere incluir essas fontes eletrônicas de leitura no dia-a-dia de seu filho. Já existem livros infantis criados especificamente para e-readers, permitindo um grau de interação fabuloso entre o leitor e a leitura. Além disso, a chegada da Amazon no Brasil, em setembro, promete baratear muito esse tipo de recurso.

Dê livros de presente

Livros são presentes ideais para aniversários, natal e outras datas comemorativas. Um livro que for ganho numa ocasião especial certamente será guardado e lembrado como um tesouro. Escreva uma dedicatória carinhosa e aquele momento ficará guardado para sempre.

  • Estimule seus amigos e parentes a presentear seu filho com livros que eles gostavam quando eram crianças, assim o seu pequeno poderá ter contato com a literatura de diferentes épocas.

Ensine o respeito e o amor pelos livros

Se você conseguir ensinar as crianças a verem os livros como amigos para toda a vida, elas terão um respeito inato por eles. O amor pela leitura virá no momento que elas observarem você lendo, do prazer de aprender coisas novas por elas mesmas a partir dos livros e também da utilidade prática de conseguir ler e compreender coisas como manuais de jogos, revistas em quadrinhos, recados da escola e programas ou filmes legendados.

  • Informe seu filho sobre os cuidados básicos que devemos ter com livros, tais como não escrever, desenhar ou rabiscar em livros da biblioteca. Evite dar sermões! Simplesmente explique o porquê dos livros serem especiais e merecerem nosso respeito.

Fale sobre escritores e personagens famosos

Seu filho: um clássico da literatura!Mostre à criança fotos de escritores famosos e fale um pouco sobre suas vidas. Quem sabe seu filho não decide ser escritor também?! Faça tudo que puder para encorajá-lo, inclusive disponibilizando material como papel e caneta ou ensinando-o a utilizar o editor de textos no computador. Lembre-se de comentar favoravelmente sobre tudo que ele ou ela escrever.

Leia frequentemente

Estabeleça alguns momentos do dia para sua leitura, como aquela hora de tomar um sol depois do almoço, ou na cama à noite, ou antes do café da manhã. Deixe alguma coisa que você leia em lugares como sua cama ou sua cadeira, de forma que seu filho perceba que isso faz parte do estilo de vida da família. Esteja certo de que se você for um leitor, seu filho também será.

Mantenha uma rotina de leitura, mas seja espontâneo

Se seu filho quiser ler à noite, antes de dormir, deixe-o ler por um período de tempo específico e depois desligue a luz, dizendo que ele pode ler com o auxílio de uma luminária, se quiser. Faça com que isso seja divertido e sirva como recompensa por bom comportamento. Crianças pequenas amam esse tipo de recompensa estilo “bom garoto!/boa garota!”, sem contar que é um ótimo hábito ler antes de dormir.

  • Cuidado com as novas tecnologias! Está cada vez mais fácil adquirir aparelhos eletrônicos que desviem a atenção dos jovens, como videogames, computadores e celulares. Tente criar  um horário de leitura diário para seu filho.

Frequente ou crie um clube do livro

Em primeiro lugar, entre para um clube adequado para toda a família. Conforme a criança for crescendo, leve-a para um clube que esteja de acordo com sua idade e, quando for hora, deixe-a ir sozinha. Dessa forma ela verá que outras pessoas estão interessadas em livros e que essa paixão não é algo careta, como alguns adolescentes costumam sugerir.

Não há clubes de leitura perto de você? Que tal criar seu próprio clube de leitura, convidando amigos ou outros membros da família?

Evite pressionar a criança

Quando seu filho não estiver interessado em determinado livro, simplesmente deixe-o de lado. Tente ler coisas nas quais ele se interesse, mas também introduza livros novos sempre que puder. Deixar livros interessantes em algum lugar visível para a criança costuma ser a melhor forma de ganhar seu entusiasmo sem pressioná-la.

Cuidados

  • Evite livros de terror antes de dormir, principalmente com os mais jovens.
  • Livros adultos com sexo e violência não devem fazer parte do repertório de leitura de nenhuma criança.
  • Nunca force seu filho a ler.
  • Não torne seu filho responsável pelos débitos na biblioteca se ele não tiver como ir até lá sozinho. Se é você quem deve levá-lo até lá e a culpa pelo atraso for sua, ainda que seu filho o tenha lembrado antes da data, responsabilize-se pela multa. Mostre você mesmo o que significa ser responsável.

André Gazola

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor especialista em escrita e redação para ENEM, vestibulares e concursos públicos, além de pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura.

Recent Content