Como fazer um plano de unidade para o ensino da leitura

Uma unidade para o ensino da leitura é um instrumento de trabalho que gira em torno de um tema central ou assunto significativo para o aluno, sendo sua principal substância o próprio texto. Ou melhor: textos encadeados que permitam o surgimento e o desenvolvimento de uma rede de significações que venham a aumentar o grau de compreensão sobre os temas privilegiados nessa unidade.

Uma unidade para o ensino da leitura deve conter textos vinculados ao repertório de interesses, aspirações e necessidades da classe, e atividades que levam à compreensão mais refinada e ao domínio de competências orientadas para a autonomia dos discentes como leitores.

A riqueza de uma unidade de leitura é a variedade de gêneros textuais que focam um determinado tema. Logo, a diversidade de gêneros que circulam na sociedade deve ser contemplada.

A primeira leitura, com as respectivas atividades, deve servir como ponto de partida para a apresentação do demais textos selecionados com o objetivo de alargar a compreensão da classe sobre o tema privilegiado na unidade. É claro que os novos textos devem ter uma relação com o tema e, se possível, variar em termos de configuração ou estrutura.

O objetivo é que os interlocutores experienciem textos a fim de produzir sentidos e incrementar suas habilidades como leitores. Nessa perspectiva, o professor não deve antecipar o sentido essencial do texto, mas assumir uma atitude de escuta, orientando aprofundamentos, questionando e estimulando a produção de novas sínteses a partir das interpretações fornecidas pelos estudantes.

O modelo de leitura para explorar criticamente os textos pressupõe um movimento de interpretação que abrange o seguinte esquema metodológico:

  • Constatar – compreensão individual primeira. É uma leitura preliminar do texto pelo aluno, individualmente.
  • Cotejar – partilhar coletivamente, com os colegas e com o professor, as primeiras constatações.
  • Transformar – produzir mais sentidos, elaborar outros textos vinculados à realidade concretamente vivida pelos alunos leitores.

Elementos do Plano de Unidade

Para fazer um plano de unidade de qualquer disciplina, é preciso seguir algumas regras estruturais, veja abaixo o passo a passo:

Título (foco, tema central ou ideia integradora)

Deve ser sugestivo, permitindo o despertar de necessidades, interesses e oportunizando atividades diversas além de experiências significativas. Pode ser apresentado em forma de pergunta ou problema, ou ainda sugerir o conteúdo e finalidade do texto.

Duração

Deve ser flexível, observando-se o interesse dos alunos, faixa etária, maturidade. Aconselha-se que seja desenvolvido no prazo mínimo de uma semana e máximo de 30 dias.

Fase de execução

A execução do plano de unidade envolve três etapas:

  1. A visualização da unidade como um todo, ainda que de forma imprecisa, mas contendo vários enfoques.
  2. A análise do todo em seus elementos integrantes, em busca da descoberta das relações existentes entre os mesmos.
  3. A volta ao todo, através da compreensão das relações existentes entre os elementos que o formam.

Para despertar o interesse do aluno e envolvê-lo, participando compromissadamente, o professor pode citar os temas que serão abordados, relacionando-os com as experiências da turma.

Culminância

Todo plano de unidade apresenta uma atividade culminante, que poderá ocorrer durante ou ao final do mesmo. Trata-se de uma conclusão destaque que integre as experiências vivenciadas para comemorar o término da unidade.

A culminância constitui-se de dois momentos: integração e avaliação. As atividades integradoras podem se concretizar através de exposições, organização de quadros sinópticos, resumos, discussões, dramatizações, elaboração de esquemas no quadro, programas de auditório ou televisão, excursões, festividades, quadros vivos, elaboração de relatórios e tudo mais que sua imaginação permitir. A avaliação abrange a verificação do domínio de competências, no desenvolvimento do repertório de leitura, no aprimoramento do gosto, na pesquisa de novos autores. Poderá ocorrer por meio de provas, autoavaliação, avaliação cooperativa, observação direta do professor ou ainda pela apreciação do trabalho dos alunos. Não se dispensa, no entanto, a avaliação formativa, isto é, a que ocorrerá durante o desenvolvimento dos trabalhos.

Modelo de Plano de Unidade

Abaixo, você pode baixar um modelo de plano de unidade escrito por mim durante meu curso de Letras. Use-o para ter uma ideia de como escrever o seu. O arquivo está em pdf.

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor especialista em escrita e redação para ENEM, vestibulares e concursos públicos, além de pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura.

Curtiu? Comenta aí!

DOWNLOAD PRONTO!
Vou lhe mandar por e-mail
Cadastre-se abaixo para receber este modelo por e-mail.
Receber agora
Seus dados estão seguros.
close-link