As vantagens de estudar Redação para Concursos

Estudar Redação para Concurso Público

Há um mito em torno da redação que todo concurseiro precisa romper: a ideia de que escrever é um ato de inspiração e, por isso, ninguém precisaria aprender como escrever ou estudar sobre isso.

Essa é uma ideia relativamente falsa, pois também é possível escrever sem inspiração, mas, para isso, deve-se empregar muito esforço e dedicação no estudo da redação, pois podemos sim aprender a escrever, mesmo quando temos muitas dificuldades de escrita. Por isso, vamos apresentar aqui algumas vantagens de se estudar redação e mostrar os segredos de uma boa dissertação.

Clique aqui e Assista a uma aula grátis de 10 min. com uma especialista em Redação para Concursos.

Melhora da habilidade de leitura e interpretação de texto

Ao contrário do que se pensa, a prova de redação não é uma prova só de escrita, ela é também uma prova de leitura e interpretação. Isso porque, antes de você sair escrevendo, precisa ler e entender o que pede a proposta para não fugir do que está sendo cobrado.

Além disso, muitas provas oferecem um conjunto de textos de apoio para auxiliar o candidato na construção da redação, daí a importância de ser um leitor proficiente — o estudo de redação irá ajudá-lo nisso.

Desenvolvimento da habilidade de argumentar

As provas, em geral, pedem que o aluno escreva uma dissertação argumentativa.

Acontece que, ao longo de nosso percurso escolar e mesmo nas nossas práticas sociais, não somos muito incentivados a argumentar e, na verdade, muitas pessoas nem sabem fazer isso ou fazem de maneira precária.

Estudar redação irá fazer com que você aprenda e treine a argumentação, para fazer esse trabalho com eficiência.

Construção de um repertório

É importante fornecer argumentos na redação, mas esses argumentos devem ter fundamento, ou seja, eles devem ser bem sustentados, de modo que o leitor não possa questioná-los.

Para que você possa escrever bons argumentos, é necessário que você tenha um bom repertório sobre a história (nacional e mundial), os comportamentos sociais, os problemas atuais, as descobertas científicas mais recentes, etc. Quando você estuda redação, você passa a ter contato com textos variados que podem ajudá-lo a construir esse repertório.

Confiança sobre o que prova irá exigir de você

O concurseiro que não estuda redação chega na prova, lê a proposta e fica perdido, sem saber o que fazer, e aí acaba escrevendo um texto qualquer, desperdiçando a chance de conquistar a vaga.

Por isso, é importante observar como são as bancas dos concursos que você irá fazer e o que elas costumam exigir na prova de redação. É fundamental também que você faça algumas dessas propostas, sempre tendo o feedback de um professor para que você possa saber o que precisa ser melhorado.

O treino e o conhecimento irão lhe proporcionar confiança para escrever o texto na hora da prova.

Ainda não está convencido depois de todas essas vantagens? Então vou contar a principal vantagem de se estudar redação: conquistar a tão sonhada vaga através do concurso público.

Se você se lembrar que muitos concurseiros descuidam desse estudo, irá perceber que estudar redação coloca você um passo à frente dos outros candidatos e, quanto mais você estudar e aprimorar seu texto, mais à frente estará na disputa pela vaga.

Assista a uma aula Grátis de Redação para Concursos

Qual o segredo para escrever uma boa dissertação argumentativa?

Para alguns, o tipo de texto cobrado em concursos pode ser visto como um quebra-cabeça, já que são muitos pontos que devem ser considerados na hora de escrevê-lo. Para outros, pode ser o contrário, ele pode ser visto como um texto simples e então bastaria seguir a inspiração para escrevê-lo.

Vou mostrar que a dissertação argumentativa não é nem uma coisa nem outra.

A dissertação argumentativa tem como característica essencial a objetividade. Por se tratar de um gênero argumentativo, ela deve seguir algumas estratégias para que possa cumprir o seu fim, que é convencer o leitor sobre um ponto de vista, geralmente acerca de um tema polêmico.

Não se trata exatamente de seguir uma receita, mas de contemplar alguns aspectos que caracterizam esse gênero, que são:

  • Organização do texto em introdução, desenvolvimento e conclusão.
  • Contextualização do tema na introdução + apresentação de uma tese ou de uma questão problematizadora a ser respondida.
  • Apresentação de dois ou três argumentos no desenvolvimento que sejam capazes de provar a tese ou responder à questão problematizadora.
  • Fechamento do texto retomando a tese ou apresentando-a (no caso de ter feito a questão problematizadora na introdução).

Tudo isso deve ser feito de maneira clara e objetiva, ou seja, é fundamental que você não pule passos no desenvolvimento de suas ideias, pois assim o leitor pode compreendê-las sem dificuldade. É importante dizer que objetividade não significa falta de profundidade, pois é possível sustentar um argumento de maneira coerente e aprofundada sem deixar de ser objetivo.

Perceba que pensar a dissertação argumentativa dessa forma, como um tipo de texto com uma estrutura bem definida e pontos a serem contemplados, ajuda a compreendê-la mais facilmente, perdendo-se, assim, a ideia de que ela é um quebra-cabeça.

A partir dessa estrutura, você pode ver também que ela não é pura inspiração, já que há uma série de “tarefas” a serem cumpridas e os pontos do texto devem estar bem amarrados.

Para derrubar esse mito, devemos lembrar que a escrita da dissertação argumentativa prevê ainda duas etapas: a pré-escrita e a pós-escrita. Na primeira, deve-se fazer o projeto de texto, que é o esqueleto do seu texto, o guia do que você irá abordar na sua dissertação. Nele você define qual será a tese e qual será a sua estratégia argumentativa, ou seja, que argumentos irá abordar e de que maneira irá apresentá-los. Na segunda, deve-se fazer uma revisão do texto, ou seja, ler o que foi escrito, procurando corrigir os erros e melhorar os trechos que possam não estar claros ou bem conectados.

Assim, o segredo para escrever uma boa dissertação argumentativa é praticar, praticar muito! Essa prática demanda a ajuda de um especialista na área, pois é muito importante submeter o seu texto à leitura de um professor, para que ele possa apontar seus problemas e suas dificuldades, de modo que você possa progredir na sua escrita.

Muitos podem pensar que não é necessário estudar redação, mas isso é um equívoco que pode custar caro, pois, por mais que saibamos escrever, é importante saber escrever de modo adequado à cada situação social. Dessa forma, a dissertação argumentativa exigida por exames de concursos públicos demanda uma preparação específica, que ensine e treine para que se tenha sucesso na prova.

Redação ENEM - PDF grátis

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.

Comente!

Especialista em Memorização Revela:

4 ERROS GRAVES

que os estudantes cometem ao preparar-se para provas.
ASSISTIR AO VÍDEO
Rápido! O este vídeo exclusivo está para sair do ar.
close-link
Supere-se em 2017!
Aprenda Escrever Melhor
Receba as melhores dicas e macetes de escrita
diretamente na sua caixa de e-mail.
Sim, quero receber
Não, nunca cometo erros de escrita.
close-link

Conteúdo Protegido!

Cadastre seu e-mail abaixo para desbloquear
os modelos de resenha exclusivos.
(você os receberá em sua caixa de email)
Baixar Modelos
close-link