Como passar no ENEM estudando MENOS

Aprenda o método para passar no ENEM

A cada dia, mais e mais estudantes de todo o Brasil que estão no terceiro ano do Ensino Médio começam a estudar para passar no ENEM e conquistar uma vaga na universidade federal através do ProUni. É uma tarefa difícil, pois a concorrência é grande, a quantidade de conteúdo maior ainda, e muitas vezes a motivação para os estudos é um obstáculo.

Eu sei que você tem dúvidas sobre como estudar para passar no ENEM. Sei da pressão dos amigos, da família e até dos professores da escola, sabe? Hoje eu vejo meus alunos nessa situação, mas também passei por isso.

Medo de não passar

O meu maior Medo...

Eu tinha medo de não passar na universidade federal e ter que pagar um curso inteiro numa particular – meu pai dizia que de jeito nenhum ia pagar pra mim.

Hoje eu vejo meus alunos indo à escola de manhã, frequentando o cursinho à tarde e às vezes até à noite. Muitos querem passar para Medicina, outros para Engenharia, outros para Direito e tantos outros cursos. Ou seja, todos estudam do seu jeito, mas a verdade é que a maioria não vai passar.

Como passar no ENEM: o jeito difícil (pra não dizer impossível)

E sabe porque a maioria dos estudantes não passa no ENEM? Não é por falta de estudo, nem por falta de vontade e muito menos por falta de acesso a conteúdos para estudar.

A maioria não passa por falta de método, por falta de conhecimento sobre como o próprio cérebro assimila conteúdos, por falta de orientação que potencialize seus estudos, fazendo com que possa aprender MAIS estudando MENOS.

Quer ver? Se eu perguntar a você o que estudou de biologia no mês passado e resolver testar seu conhecimento através de questões, você acha que se sairia bem ou mal? Não importa quanto tempo você estudou aquele conteúdo: a probabilidade é que você tenha absorvido apenas 10% de tudo o que leu.

Você assimila apenas 10% do que lê

Apenas 10%

Vou repetir: você assimila apenas 10% daquilo que lê.

Nossa memória tende a enfraquecer com o passar do tempo. Isso não é um problema apenas seu, mas uma característica que diz respeito a todos nós, a todo ser humano saudável. Porém, temos como superar essa tendência natural de esquecermos as informações.

O psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus foi o pioneiro no estudo experimental da memória, além de destacar-se pelo estudo da curva de esquecimento, curva de aprendizagem e pelo efeito que o espaçamento nos estudos tem sobre nossa memória.

A famosa curva do esquecimento de Ebbinghaus mostra que, após adquirirmos as informações, elas começam a ser esquecidas, de forma que, após 24 horas, entre 50% e 80% do que foi estudado simplesmente desaparece!

E o pior vem agora:

Caso nenhuma revisão seja feita ao longo dos dias seguintes, você tenderá a esquecer-se TOTALMENTE do que foi estudado e a informação será tratada como novidade em um próximo estudo.

Veja:

Como passar no ENEM: Curva do esquecimento de Ebbinghaus

Como Lucas passou na Federal pelo ENEM

A história que vou contar agora é parecida com a de muitos alunos que estão se preparando para o ENEM e querem uma vaga na universidade.

O Lucas tinha 17 anos, estava no terceiro ano do Ensino Médio numa escola particular de Minas Gerais, e tinha o sonho de ser aprovado no vestibular de Economia da UFMG, que é um dos mais concorridos do Brasil.

Durante o ano de preparação, estudou muito. Escola de manhã, cursinho à tarde e mais estudos à noite. Em média, estudava quase 10 horas por dia.

Imagina a pressão! Todos os colegas também estavam se preparando para a federal, mas como de costume, poucos eram os que conseguiam a vaga na federal.

Falhou

EPIC FAIL!

Sem enrolação, você já deve saber o final dessa história: apesar de todo o esforço, Lucas não conseguiu a vaga, não passou no vestibular.

Por coincidência, em uma viagem de férias que fez com os pais para os EUA, ele assistiu a uma palestra sobre como aumentar a aprendizagem. Nessa palestra, um grande especialista no assunto, o professor Neil Nedley, falava para centenas de estudantes que buscavam bolsas nas universidades americanas, como Harvard e Stanford. Imagina o nível!

Lucas então percebeu que esse tempo todo estava estudando do jeito errado, absorvendo pouco conteúdo e, em resumo, desperdiçando muito tempo e esforço para nada. Ele nunca iria conseguir usar todo aquele conhecimento na hora da prova do ENEM.

Quando voltou para o Brasil, ele continuou acompanhando os materiais de professor Neil, aprendeu o jeito certo de estudar (dessa vez apenas 5 horas por dia, ou seja, METADE do tempo anterior) e finalmente conseguiu passar no ENEM e entrou no curso de Economia da UFMG.

Como passar no ENEM - bolsa na federal

O mais legal é que, mesmo depois de ser aprovado, o Lucas continuou ajudando outras pessoas que também queriam passar no ENEM e entrar na federal. Ele começou a divulgar na internet os métodos que aprendeu com os americanos e passou a receber agradecimentos de muita gente que conseguiu ótimos resultados usando essas técnicas.

Foi tão gratificante que o Lucas acabou organizando todo aquele conhecimento e criando um curso que chamou de Segredos do ENEM – esse curso é o segredo dos TOP colocados no ENEM faz alguns anos, mas é claro que pouca gente divulga isso.

Quanto tempo da sua vida você quer desperdiçar?

Essa é a história do Lucas, mas também a de muitos alunos do Brasil. E a sua história, qual vai ser?

Vai ser a história de alguém que desperdiçou tempo e dinheiro com horas de estudos, cursinhos e materiais que não levam a lugar nenhum além daqueles 10% de absorção do conteúdo? Vai ser a história de alguém que estuda do jeito errado, sem saber como passar no ENEM?

Ou vai ser a história de quem sabe o que quer, é inteligente e tem planos e objetivos claros, que usa métodos avançados, comprovados pela ciência para aprender mais de 90% daquilo que estuda, sem ficar se matando nos fins de semana?

Se você escolheu a segunda opção, nos próximos minutos você precisa conhecer o método do Lucas, o método Segredos do ENEM, pois é ele que vai levar você direto para a universidade federal pelo ENEM.

http://segredos.do.enem

Se você escolheu a primeira opção, sinto dizer que você está (e vai continuar) perdendo um tempo precioso da sua vida para chegar a lugar nenhum.

Dê o play abaixo para sua aprovação!

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.