Dicas rápidas de Redação – Aulas em vídeo

Aprender a escrever melhor é objetivo de todos hoje em dia. Em qualquer trabalho somos requisitados diariamente para escrever relatórios e ofícios, escrever e-mails ou outras correspondências.

Escrever não é uma tarefa fácil. Para melhorar a escrita é necessário muita dedicação e estudo. O conhecimento das diferenças entre a língua falada e escrita e de alguns conceitos de gramática são importantes.

Para isso, além de exercitar constantemente, a leitura é um caminho fácil e agradável de aprender novas formas de escrita e também as regras gramaticais.

Existem vários livros que ajudam a melhorar sua escrita, mas além desses livros, também há vídeos que agilizam esse processo, como os que passo a publicar hoje nesta página.

Na série Redação Minuto, vamos aprender macetes, dicas e técnicas para você aprender a escrever melhor e aumentar suas notas, principalmente em redações de vestibulares e concursos públicos.

Macete 1 - Coesão

Transcrição do vídeo:

Oi pessoal, tudo bem? Aqui é o Fernando da EscreverOnline e eu venho aqui com esse vídeo bem curtinho para apresentar uma novidade a vocês.

Começaremos uma série de vídeos com dicas de redação essenciais para que você escreva uma redação acima da média e fique à frente da maioria dos vestibulandos e concurseiros.

A dica de hoje é sobre a coesão do texto escrito — algo que você já deve ter estudado na aula de português do colégio ou do cursinho.

Saiba que esse elemento é de grande importância para a escrita de sua redação!

A coesão é um dos fatores essenciais para garantir a unidade de sentido do texto.

Basicamente, ela está no emprego de referências que estabelecemos entre informações de um texto, na utilização de conectores entre frases ou no interior de uma frase e na relação temporal e aspectual estabelecida pelos verbos.

A falta de coesão afeta negativamente o seu texto.

Para garantir a coesão em um texto temos que:

  1. Prestar atenção na forma como construímos as frases e parágrafos
  2. Pensar para quem estamos escrevendo

Coloque-se no lugar dos leitores. Vale a pena reler o que você escreveu e verificar se o texto está claro e unido de forma harmoniosa.

A pressão do tempo e da prova em si, muitas vezes, levam o candidato a escrever frases desconexas ou sem finalização.

Quanto mais você treinar redação, mais fácil será para lidar com a pressão e escrever uma redação nota 10 no vestibular.

Um abraço e até o próximo vídeo!

Aprenda a corrigir 10 erros comuns em redação que eu encontro nas redações de todos os meus alunos.

Macete 2 - Coerência (primeira parte)

Transcrição do vídeo:

O tema do Redação Minuto de hoje é a coerência.

É preciso entender que coerência, como critério de avaliação de uma redação, vai além do sentido comum dessa palavra.

Muitos pensam que, na redação, a única preocupação em relação a esse critério é não usar argumentos contraditórios — essa é uma preocupação extremamente válida, mas a coerência significa muito mais que isso.

De uma forma geral, a coerência diz respeito ao planejamento de ideias.

Para ficar mais claro, vamos considerar 3 tipos de construções textuais:

  • Medianas
  • Razoáveis
  • Muito boas

Nessa semana nós vamos abordar as construções textuais medianas e razoáveis.

Coerência Mediana

Em geral, os candidatos que tiram notas medianas cometem sempre o mesmo erro: compõem cada parágrafo como se fosse um comentário isolado sobre o tema abordado na proposta de redação.

Juntando todos os parágrafos de um texto assim, teremos uma lista de comentários aleatórios, e não um texto com planejamento, que apresentaria ideias que vão progredindo para chegar até a conclusão.

Muitas vezes, as pessoas querem falar de muitos aspectos relacionados ao tema e acabam se perdendo, pois não aprofundam nenhum deles.

Coerência Razoável

O candidato que consegue apresentar, a cada parágrafo, ideias que mantêm relação entre si, consegue uma coerência razoável, ou seja, já está um pouco acima da média, mas não chega à nota máxima.

Aqui temos um texto diferente daquela lista de comentários da qual falamos anteriormente.

O seu texto já começa a dar indícios de que você tem uma boa organização de ideias e sabe colocar no papel aquilo que está em sua mente de forma coerente, conduzindo o leitor a entender sem muitos problemas a mensagem que você quer transmitir com o seu texto.

No entanto, textos razoáveis não chegam à nota máxima por ainda apresentarem algumas falhas no meio do caminho.

Isso significa, por exemplo, que um dos parágrafos não está bem alocado, pois em outra ordem daria mais sentido ao texto.

Macete 3 - Coerência (segunda parte)

Transcrição do vídeo:

De uma forma geral, a coerência diz respeito ao planejamento de ideias.

Consideramos, então, 3 tipos de construções textuais: medianas, razoáveis e muito boas. Já abordamos as 2 primeiras no episódio anterior.

Hoje falaremos da coerência muito boa e encerraremos o tema.

Para obter uma nota máxima em coerência, é preciso que você faça tudo que descrevemos na aula anterior.

O diferencial, aqui, está na qualidade de seus argumentos e na condução estratégica da sua argumentação, fazendo com que seu leitor consiga entender a mensagem que você quer transmitir logo de cara, sem precisar ficar voltando nos parágrafos anteriores para entender o que você estava falando.

Para tal, você deve:

  • Selecionar bem os argumentos que vai usar
  • Saber desenvolvê-los em cada parágrafo
  • Explicá-los e relacioná-los com o objetivo de seu texto, que você deve definir antes de começar escrever

Com os exemplos que vimos, fica muito clara a importância de um projeto de texto para que você escreva coerentemente.

Portanto, antes de iniciar a sua redação, planeje seu texto e verifique se as ideias e os argumentos que você selecionou para compô-lo estão bem ligados uns aos outros.

Fique atento para que seu texto não seja uma compilação de ideias aleatórias em torno de um tema central, pois isso deixará você com uma nota mediana em coerência.

Por fim, lembre-se de que seu leitor não sabe o que se passa dentro de sua cabeça e, portanto, você deve conduzi-lo pela leitura de forma estratégica para que, ao terminar de ler o que você escreveu, o leitor possa compreender exatamente o percurso de ideias que você criou para construir o seu texto.

Não tenha medo de detalhar as suas ideias — o que você deve evitar, de fato, é usar ideias óbvias, contraditórias ou aleatórias.

Lembre-se que somente a prática constante da escrita lhe trará resultados na nota da sua redação de concurso ou vestibular.

Comente!

Já ganhou seu livro?

Você já teve dúvidas na hora de escrever? Então essa é uma grande oportunidade de resolvê-las!

Veja o que você vai aprender com o livro Como Escrever com Clareza:

  • Conhecer seu leitor e criar um texto que atenda suas necessidades
  • Escolher as palavras certas para causar o efeito desejado
  • Estruturar seu texto para prender o leitor do início ao fim
Não, obrigado. Nunca cometo erros de escrita.

Cadastre-se e receba em instantes!

Seu e-mail não será divulgado.

Receba Dicas de Escrita e Redação em seu E-mail + Um Livro Grátis

Receba em seu e-mail o livro Como Escrever com Clareza, de André Gazola, e ainda tenha acesso às dicas de Redação do Blog Lendo.org!

Seu e-mail não será divulgado.