Como Aprender FÍSICA de Forma Fácil: A Regra da MANGA

Como Aprender Física Fácil

Muitos estudantes têm uma séria dificuldade com Física na escola (quando chega a hora de estudar para o ENEM) ou na faculdade. É claro que são vários fatores que levam a isso: seu professor e sua facilidade com a matemática, por exemplo, com certeza influenciaram bastante a forma como você lida com a Física!

Mas existe um motivo em especial que faz com que muitos estudantes tenham dificuldade com a Física, que é o fato deles não estarem atentos à Regra da Manga… Então, se você quer saber como aprender física de forma mais fácil, rápida e prática, então se liga nesse artigo e ou confira o vídeo abaixo (em breve!) com o resumo da técnica!

O artigo que você está lendo foi escrito pelo prof. Ricardo Motai. Siga o canal dele no Youtube!

Por favor, sente-se. Vamos conversar

Aprender Física para o ENEM de modo fácil

Ao longo da história da humanidade, muitas vezes a Física foi vista como a Ciência “do contra”. Vou explicar: várias vezes aconteceu de uma ideia estar extremamente enraizada no senso comum das pessoas. E aí, de repente, veio um físico ou um cientista doidão e jogou completamente essa ideia por terra, estabelecendo a partir daí novos paradigmas e conceitos.

Um exemplo bem prático é o seguinte: se eu der um empurrão em um objeto, como uma cadeira, o que vai acontecer? É óbvio que a cadeira vai se mover durante um tempo e depois parar. Agora, se eu lhe perguntar o motivo disso acontecer, qual seria a resposta?

Se você fizesse essa pergunta para um sábio do século XV, ele diria que a cadeira adquire um ímpeto por causa do empurrão e com isso ela se move durante um tempo. Quando a cadeira perde totalmente seu ímpeto, ela para.

E se você fizer essa mesma pergunta para uma pessoa hoje do século XXI? Bom, se ela nunca tiver estudado física, a resposta não deve ser muito diferente. Ela deve responder algo como “a cadeira ganha um impulso quando você a empurra e, depois que ela perde o impulso, ela para”.

Dizem que um dos primeiros caras que deu essa resposta para esse tipo de pergunta foi Aristóteles, filósofo da Grécia antiga que viveu mais de 300 anos antes de Cristo! Essa ideia sobre o movimento de um objeto durou até o século XVI -– ou seja, quase 2.000 anos!

A misteriosa cadeira que se move sozinha

Só que aí apareceu um camarada barbudo chamado Galileu Galilei.

Galileu Galilei - Aprender Física

Você já deve ter ouvido falar sobre ele. Galileu começou a estudar o movimento de vários objetos e elaborou um esboço do que hoje conhecemos por inércia. Ou seja, ele disse que, na verdade, se não fosse por causa do atrito, a cadeira continuaria se movendo eternamente depois que você desse o impulso inicial!

Essa ideia de Galileu foi consolidada alguns depois por Newton, que conseguiu descrever o movimento dos objetos através das suas três Leis. E, se você pensar bem, essa ideia de inércia até que faz sentido. Quer ver?

Imagine que você empurra a cadeira e mede a distância que ela percorre. Em seguida, você faz com que o chão fique mais liso (passando sabão nele, por exemplo) e empurra novamente a cadeira. O que vai acontecer? Ela vai se mover por uma distância bem maior, não é verdade? Se você fosse capaz de empurrar a cadeira em um chão totalmente liso (ou seja, sem nenhum atrito), ela continuaria se movendo sozinha eternamente! (ou pelo menos até bater em uma parede!)

Mas, no século XVI, isso não era tão fácil de entender… Ou seja, Galileu e Newton colocaram uma pulga atrás da orelha de um monte de gente! “Como assim? Como que uma cadeira poderia se mover eternamente?!”. Outros contestavam: “Como que as ideias de Aristóteles, que duraram quase 2.000 anos, poderiam estar erradas?”.

As ideias e teorias de Galileu e Newton foram consideradas tão absurdas, tão contra-intuitivas que teve muita gente que duvidou delas até a morte! Mas hoje nós temos absoluta certeza de que elas estão certas! As Leis de Newton são aplicadas em todos os ramos da Engenharia e em várias outras áreas, como Fisioterapia, Tecnologia e até Direito! (experimente pesquisar sobre Perícia Criminal, por exemplo).

Barreiras Relativísticas no Sistema Solar

Sistema Solar - Aprender Física fácil

Claro, muitas vezes foi difícil para as pessoas aceitarem as novas ideias dos Físicos. Por exemplo, uma história bastante conhecida é a de Galileu e o sistema heliocêntrico (olha ele aí de novo!). Galileu quase foi mandado pra fogueira da Inquisição por defender que a Terra é que orbitava em torno do Sol, e não o contrário, contestando o senso comum da época.

Porém, com o avançar da história, várias dessas ideias foram se mostrando corretas, e aos poucos as pessoas foram mudando seus conceitos e paradigmas. Hoje, qualquer pessoa na rua sabe que é a Terra que gira em torno do Sol, e não o contrário. Ou seja, esse é um conhecimento que já faz parte do nosso senso comum.

Quer mais um exemplo? Albert Einstein, um dos físicos mais famosos de todos os tempos, também foi o responsável por quebrar paradigmas. Nesse caso, Einstein mostrou que, em algumas condições extremas de velocidade (ou seja, próximo à velocidade da luz), as ideias de Newton perdiam a validade e precisavam ser substituídas. Foi assim que nasceu a famosa teoria da Relatividade de Einstein, publicada em 1905.

Mas mesmo a teoria da Relatividade demorou muitos anos para ser aceita! Só pra você ter uma ideia, em 1922 Einstein ganhou o Prêmio Nobel, mas não foi por causa da Teoria da Relatividade, e sim por causa de uma outra descoberta de Einstein chamada de Efeito Fotoelétrico. Embora a Teoria da Relatividade tenha sido muito mais importante para o desenvolvimento da ciência, não foi ela que deu o Nobel ao Einstein, já que essa teoria ainda não era completamente aceita pela comunidade científica na época!

E se você quiser ainda mais um exemplo, procure estudar alguma coisa sobre Física Quântica. Ela está recheada de exemplos extremamente interessantes de ideias que tiveram que ser abandonadas e paradigmas que foram quebrados para explicar o comportamento da natureza!

E como eu vou aprender Física com isso?

Como Aprender Física?

Talvez você esteja se perguntando: “Tá, legal. Mas e aí, o que eu faço com isso?”. Calma, você já vai entender! Antes disso, preciso que esteja bem claro pra você que muitas vezes a Física foi a ciência “do contra” justamente porque ela quebrou paradigmas! Ou seja, as pessoas tiveram que abandonar ideias e conceitos que elas estavam carregando há dezenas, centenas, e as vezes até milhares de anos!

Só que essa quebra de paradigmas não acabou… muito pelo contrário, ela acontece até hoje. E o mais importante é que ela acontece o tempo todo com você também! No vídeo SOCORRO! Odeio FÍSICA!, eu expliquei que existem dois motivos principais que fazem as pessoas terem dificuldade com física. O primeiro é a dificuldade Conceitual, e o segundo é a dificuldade com as contas, ou seja, com a Matemática.

SOCORRO! Odeio FÍSICA! (e como começar a GOSTAR dessa matéria)

Nesse vídeo, eu ensinei uma técnica poderosa para você conseguir resolver a dificuldade com a parte numérica da Física: a Técnica CEDEICA. Ela é uma excelente estratégia para você destrinchar um problema de Física e conseguir resolvê-lo passo a passo, de uma forma organizada e estruturada. Assim, você evita erros principalmente na parte numérica do problema de Física que você está resolvendo.

Como Aprender FÍSICA: A Técnica CEDEICA (+ PDF)

Só que a técnica que eu vou te ensinar agora é principalmente para você conseguir superar a dificuldade conceitual dos problemas de Física. Com essa técnica, você vai parar de fazer confusão entre os conceitos físicos e o senso comum, e com isso você vai aprender Física de uma forma muito mais rápida, prática e efetiva!

Você está preparado?

E agora... a Regra da Manga!

Técnica para Aprender Física

Vamos lá: você entendeu que a Física foi responsável por quebrar vários paradigmas e estabelecer novos conceitos ao longo da história, certo? A grande questão é que, quando você começa a estudar Física, você chega trazendo uma bagagem repleta de conceitos fisicamente incorretos! É como se você trouxesse as ideias de Aristóteles na sua cabeça, sendo que as Leis de Newton é que são as mais adequadas.

Antes de estudar Física, com certeza você também pensava que a cadeira se movia enquanto ela tinha impulso, não é verdade?

A grande dificuldade está no fato de que, para aprender Física, você precisa primeiro abandonar os conceitos que você tinha (e que são fisicamente incorretos) para, só então, entender e absorver as novas ideias (fisicamente corretas)!

E é aí que entra a Regra da Manga! Quando você ouve a palavra manga, que imagem vem à sua cabeça? A de uma fruta manga ou a de uma parte de uma camisa? Provavelmente, você pensou na fruta manga, afinal é muito mais comum falarmos sobre essa manga do que sobre a manga de uma camisa, não é verdade?

Pense da seguinte forma: a fruta manga é como se fosse as ideias do senso comum, enquanto que a manga da camisa é como se fosse os conceitos fisicamente aceitáveis. Se você quer saber como aprender Física, primeiro você precisa aprender a diferenciar entre esses dois tipos de ideias!

Regra da Manga: a fruta manga e a manga da camisa têm nomes iguais, mas são coisas completamente diferentes. Da mesma forma, você precisa diferenciar entre as ideias do senso comum e os conceitos físicos, que muitas vezes têm nomes parecidos ou mesmo iguais, mas são beeeeem diferentes. Só assim você vai poder se dar bem nessa matéria!

Um exemplo caliente...

Exemplos para estudar física mais fácil

Se você já estudou Termodinâmica, você vai entender muito bem esse exemplo (e mesmo se você não tiver estudado essa matéria, você também vai entender!). No dia a dia, nós falamos o tempo todo sobre nossa sensação térmica em relação ao ambiente usando a palavra calor. Por exemplo, nós dizemos “Nossa, mas que calor!”, ou “Estou com um calor danado!”.

(Na verdade, enquanto eu escrevo esse artigo, está fazendo um calor infernal!… mas isso não importa agora…)

O problema é que quando você vai estudar Física, você encontra uma definição para calor como sendo alguma coisa do tipo:

Calor é o termo associado à transferência de energia térmica de um sistema a outro – ou entre partes de um mesmo sistema – exclusivamente em virtude da diferença de temperaturas entre eles. Designa também a quantidade de energia térmica transferida em tal processo. (Thanks, Wikipedia!)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Calor

Em poucas palavras, calor é a energia transferida de um corpo que está a uma temperatura maior para outro corpo que está a uma temperatura menor. Observe que, segundo a definição física, calor é energia em movimento, energia que está sendo transferida. Portanto, é impossível um corpo ou um objeto “ter calor” ou alguém “estar com calor”.

Deu pra entender? No senso comum, é muito comum as pessoas falarem que elas “têm calor”, mas na Física essa frase não está correta! Quando você não percebe a diferença entre essas duas situações, você acaba fazendo confusão e errando as questões e os problemas! Mas por outro lado, quando você aplica a Regra da Manga e consegue diferenciar entre uma ideia do senso comum e um conceito físico, você se torna capaz de fechar todas as provas de Física! Uhuuu!

Recapitulando

Resumo de Física

Vamos fazer então um rápido resumo do que vimos neste artigo?

  1. A Física muitas vezes foi a responsável por quebrar paradigmas, ou seja, ela derrubou ideias e conceitos que duraram muitos anos (e às vezes até séculos!). Ex: Newton e a Inércia, Galileu e o Sistema Heliocêntrico, Einstein e a Relatividade.
  2. Para você aprender Física, você também precisa abandonar algumas ideias do senso comum antes de entender os conceitos fisicamente aceitáveis.
  3. A Regra da Manga é um lembrete para você sempre diferenciar entre o senso comum e o conceito físico. Afinal, a fruta manga e a manga da camisa podem ser parecidas no nome, mas são muito diferentes no mundo real!
  4. Um exemplo prático é o conceito de calor: no dia a dia, uma pessoa pode até “ter calor”, mas na Física isso é inaceitável! Portanto, diferencie os dois contextos!

No início, você vai precisar fazer um esforço para aplicar a Regra da Manga. Mas conforme você for se habituando, isso vai ficando cada vez mais fácil! E assim, aplicando essa regra você irá dominar cada vez mais a Física!

A dica final é, portanto: sempre que você estiver pensando sobre um conceito (como movimento, trabalho, calor, força ou descolamento), lembre-se de diferenciar entre o senso comum e o que é fisicamente aceitável!

Se esse artigo fez sentido para você, lembre-se de compartilhá-lo com seus amigos que estão com dificuldades em Física!

E se você ainda não viu os outros dois vídeos em que eu falo como aprender Física de uma forma mais rápida e inteligente, aqui estão os links. (Ah, eu preparei um PDF especial com o resumo da Técnica CEDEICA que você pode baixar gratuitamente! O link está na descrição do vídeo).

SOCORRO! Odeio FÍSICA! (e como começar a GOSTAR dessa matéria)
https://www.youtube.com/watch?v=a8QMMkuAIHQ

Como Aprender FÍSICA: A Técnica CEDEICA (+ PDF)
https://www.youtube.com/watch?v=cAtq9KUMitw

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduado em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.

Comente!

Aprenda até 9x mais rápido para o ENEM 2017

Aumente sua capacidade e garanta sua vaga na Universidade!
VER AGORA

Conteúdo Protegido!

Cadastre seu e-mail abaixo para desbloquear
os modelos de resenha exclusivos.
(você os receberá em sua caixa de email)
Baixar Modelos