27 habilidades que seu filho precisa para viver bem e a escola não ensina

Todo mundo sabe que nosso sistema escolar, em geral, não está proporcionando a nossas crianças o básico de leitura, escrita e as demais habilidades necessárias para ser competitivo no mercado de trabalho atual (claro que estou generalizando, mas não pretendo discutir isso aqui).

Só que há muito mais na vida do que esses temas básicos e, a menos que você tenha fantásticos professores dispostos a romper os modelos de ensino estabelecidos, seu filho não está aprendendo coisas cruciais que ele PRECISA para a vida.

Pense sobre suas próprias experiências. Quando você saiu do ensino médio, sabia tudo que era necessário para ser independente, sobreviver e ter sucesso na vida? Tenho certeza de que sua resposta foi não. E digo mais, se você teve sorte, saiu de lá sabendo ler, com alguns conceitos de história e matemática. E com mais sorte ainda, adquiriu alguns hábitos de estudo que lhe ajudaram durante aquela época.

Mas você estava preparado para a vida? É claro que não! A não ser que seus pais tenham lhe feito esse favor. O fato é que muitos de nós desperdiçamos boa parte da nossa vida adulta jovem exatamente por não conhecermos tais habilidades — e as consequências estendem-se por muitos e muitos anos.

“Aprender essas coisas faz parte da vida”, você pode dizer. Mas é possível preparar seu filho um pouco antes dele fazer tudo sozinho. Se não podemos contar com a escola, então façamos nós mesmos.

As dicas seguintes são um “currículo de vida” básico que uma pessoa deveria aprender antes de se tornar adulta. Provavelmente há dezenas de outras habilidades que você pode adicionar a essa lista, mas ao menos esse pode ser um ponto de partida.

Uma nota sobre como ensinar isso tudo: Esses assuntos não podem ser ensinados por livros ou nada do gênero. Eles só podem ser transmitidos com uso de exemplos práticos e conversas mostrando como a coisa funciona. Além disso, é fundamental permitir que a própria criança (ou adolescente) execute as tarefas (sendo supervisionado, no início). Uma vez que você tenha lhe falado sobre a habilidade, mostrado como desenvolvê-la (ou executá-la), deixe-o fazer sob sua supervisão. Dê ao seu filho a confiança que ele precisa e deixe-o aprender com seus próprios erros. Depois, tenha uma nova conversa para checar o que ele aprendeu.

Finanças

Finanças

  • Economizar: Gastar menos do que você ganha. Essa é uma máxima muito simples, mas que pouquíssimos jovens adultos entendem ou sabem seguir. Ensine desde cedo a colocar parte do que ele recebe no banco (sim, abra uma conta de banco só dele). Ensine-o como definir um objetivo para suas economias e zelar por ele, até arrecadar o suficiente para comprar o que tanto deseja.
  • Controle financeiro: Muitos de nós adultos deixamos isso de lado. E sofremos por causa disso. O fato que é não temos o conhecimento e as habilidades necessárias para tornar o controle financeiro um hábito. Ensine seu filho técnicas simples para controlar seu dinheiro, assim ele não terá problemas quando adulto. Você pode esperar até a adolescência para ensinar isso — também é algo muito bom pois ele vê porque os conhecimentos de matemática são necessários.
  • Pagar contas: Dê a ele contas para pagar e faça com que pague no prazo certo. Ensine como fazer um cheque, fazer pagamentos online, e como ter certeza de que nunca terá as contas atrasadas — pagando-as imediatamente ou automaticamente.
  • Investir: O que é um investimento e por que isso é necessário? Como fazer e quais as melhores maneiras de fazer? Como pesquisar um investimento? Essa é uma boa conversa para ter com seu garoto.
  • Moderar. Isso é algo para ensinar desde cedo. Como comprar de forma a fazer um bom negócio, comparar produtos de diferentes preços e qualidades, deixar coisas supérfluas por último e não agir pelo impulso, cozinhar em casa ao invés de sair para almoçar etc. Quando nós vamos ao shopping e compramos sacolas e sacolas — no natal, por exemplo –, estamos ensinando exatamente o contrário do que deveríamos.
  • Cartão de Crédito: Esse é um grande problema para muitos adultos. Ensine a responsabilidade que envolve usar um cartão de crédito, como deixá-lo de lado quando não for necessário, como evitar um débito enorme no final do mês, enfim, como usá-lo da maneira correta.
  • Aposentadoria: É melhor trabalhar duro por um longo tempo e depois se aposentar ou tirar mini aposentadorias durante a vida? Isso é uma questão pessoal (e a maioria das pessoas escolhe a primeira opção), mas é bom que seu filho conheça ambas, os prós e contras de cada uma e como alcançá-las. Fale também sobre a importância de começar a investir na aposentadoria ainda quando jovem e a diferença que isso pode fazer, devido aos juros acumulados.
  • Caridade: Por que esse é um importante uso para o dinheiro e como tornar isso um hábito regular. Essa não é apenas uma questão financeira, mas também social. Mostre como voluntariar seu tempo e esforço.

Pensamento

Pensamento

  • Pensamento crítico: Uma das habilidades mais importantes que não é ensinada na escola. Hoje em dia, nós estamos cada vez mais sendo manipulados como robôs: ouvir o professor sem questionar, aceitar o que nos dizem e não refletir sobre aquilo, a sermos bons “colaboradores” e ficarmos calados. Se você é um empregador, talvez queira que seus funcionários sejam assim, e se você é um político, talvez queira que o povo seja assim. Mas como você quer que seu filho seja? Alguém que não questiona, um cidadão/empregado/estudante ignorante? Se esse for seu desejo, vá em frente. Caso contrário, comece a praticar com ele os hábitos de perguntar “por quê?”, de procurar respostas — não simplesmente esperar que elas o encontrem — e de questionar a autoridade alheia. Nunca há apenas uma resposta certa. A conversa é o melhor caminho para treinar essas habilidades.
  • Ler: Claro, nós somos estimulados a ler. Mas a escola geralmente torna isso entediante e chato. Mostre os maravilhosos mundos que existem em sua imaginação através da leitura. Mostre como encontrar conteúdo do mundo inteiro através da internet e como avaliar sua credibilidade, lógica e coerência.

Sucesso

Sucesso

  • Pensamento positivo: O pensamento crítico é uma habilidade importante, mas também é necessário que tenhamos uma visão positiva da vida. Claro, as coisas podem estar dando errado agora, mas elas sempre podem mudar para melhor. Ensine a encontrar soluções ao invés de desculpas. E o mais importante: a acreditar em si mesmo e bloquear pensamentos negativos.
  • Motivação: Ensine que disciplina não é a chave para alcançar um objetivo, mas sim motivação. Mostre diferentes formas de manter-se motivado e como nos sentimos bem ao alcançar um objetivo. Inicie fazendo-o praticar com objetivos pequenos e fáceis e deixe-o desenvolver essa habilidade.
  • Procrastinação: Esse é um problema que todos nós enfrentamos quando adultos (e mesmo quando crianças). Devemos reservar algum tempo para simplesmente não fazer nada, mas quando há algo para fazer que realmente deve ser feito, como podemos deixar a preguiça de lado e não “deixar para amanhã”? Ensine as razões por trás da procrastinação e como lidar com elas.
  • Paixão: Um dos caminhos mais importantes para ter sucesso é encontrar algo pelo qual você tenha paixão. Seu filho ainda não sabe a resposta devido a idade, mas você deve mostrar como encontrar essa paixão, como lutar por ela e porque ela é tão importante.

Social

Social

  • Anti-competição: Quando crianças, nós somos ensinados a ser competitivos. No mundo adulto, portanto, esse é um comportamento comum. Como resultado disso, temos falta de estabilidade, problemas emocionais, ressentimentos e outras coisas que não ajudam em nada na nossa vida. Ao invés disso, ensine seu filho que há espaço para todos obterem sucesso e como vai ser muito melhor ajudar alguém a ter sucesso junto com você, ao invés de “pisar” nas pessoas. Ensine que fazer amigos e aliados é muito melhor que fazer inimigos. Ensine sobre cooperação e trabalho em equipe antes de ensiná-lo competir.
  • Compaixão: A escola, ao invés de ensinar as crianças como lidar com os outros e não fazê-los sofrer, ensina exatamente o contrário. Ensine como colocar-se no lugar dos outros, em várias situações, tentar entendê-los e ajudar acabar com seu sofrimento.
  • Amor: Compaixão é um sentimento fraterno. O amor é diferente porque ao invés de querer amenizar o sofrimento dos outros, você quer sua felicidade. Ambos são cruciais.
  • Saber ouvir: Na escola, nossos filhos são ensinados a ouvir ou como falar com as outras pessoas? A resposta é não. Talvez seja por isso que muitos adultos simplesmente não sabem conversar. Ensine como ouvir as outras pessoas, entender o que elas dizem e interagir quando necessário.
  • Conversação: É muito relacionada com saber ouvir. A escola ensina que conversar é algo ruim na maioria dos casos. Mas pelo contrário, na maioria dos casos, conversar é algo necessário. Essa é uma habilidade social extremamente importante que deveria começar em casa. Ensine seu filho a conversar com, ao invés de falar para.

Habilidades Práticas

Habilidades Práticas

  • Carros: Por que os carros são necessários (não, não para exibir para os amigos), como comprar um carro bom e como cuidar dele. Como funciona o motor, o que pode dar problemas e como consertá-los. Você não precisa ser um grande mecânico, mas ensine o básico. Acho que eu não precisaria falar que isso serve tanto para meninos quanto para meninas, mas…
  • Casa: Como consertar coisas dentro de casa e como manter tudo funcionando. Encanamento, eletricidade, aquecimento e resfriamento, pintura, cobertura, gramado e tudo o mais que for preciso. Mostre as ferramentas e ensine o básico sobre essas pequenas manutenções. Ah! E também quando saber que é hora de chamar um profissional.
  • Limpeza: Muitos adultos vivem sem saber usar uma máquina de lavar roupas, limpar a casa decentemente e mantê-la organizada. Eles sequer têm uma rotina de limpeza semanal ou mensal. Ensine ao seu filho como fazer tudo isso, ao invés de simplesmente mandá-lo fazer.
  • Organização: Como manter a papelada organizada, as coisas em seus lugares, seguir uma lista de afazeres e focar-se nas tarefas mais importantes.

Felicidade

Felicidade

  • Viver o agora: Por alguma razão, isso nunca é ensinado a nós quando crianças. Na verdade, quanto mais jovens somos, mais natural é esse comportamento. Quando envelhecemos, começamos a pensar sobre o futuro e o passado, e deixamos o presente de lado.
  • Aproveitar a vida: As crianças não têm muitos problemas com isso, mas alguns avisos sobre sua importância e lembrar de fazer isso quando adultos, podem ser úteis. Seja um bom exemplo e seu filho o seguirá.
  • Encontrar um propósito: Não importa se é um propósito religioso, um propósito de fazer sua família feliz, ou de encontrar sua vocação. Ter um propósito na vida é extremamente importante. Ensine seu filho a importância disso e como encontrar seu próprio propósito.
  • Desenvolver relacionamentos íntimos: O melhor meio de ensinar isso é desenvolvendo um relacionamento íntimo com seu filho e modelar isso com seu cônjuge. Ensine a criança como desenvolver relacionamentos desse tipo e fale sobre sua importância. Não esqueça de falar que todos os relacionamentos têm fases ruins, mas com comunicação, empatia e compromisso, podemos passar por elas.

Você sabe de alguma habilidade que podemos acrescentar a essa lista? Vamos conversar nos comentários :)

Texto adaptado e traduzido do Blog Zen habits, o post original pode ser encontrado em 27 Skills Your Child Needs to Know That She’s Not Getting In School

27 habilidades que seu filho precisa para viver bem e a escola não ensina by

André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduando em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.É casado e mora em Bento Gonçalves-RS.

Deixe seu comentário!

Já ganhou seu livro?

Você já teve dúvidas na hora de escrever? Então essa é uma grande oportunidade de resolvê-las!

Veja o que você vai aprender com o livro Como Escrever com Clareza:

  • Conhecer seu leitor e criar um texto que atenda suas necessidades
  • Escolher as palavras certas para causar o efeito desejado
  • Estruturar seu texto para prender o leitor do início ao fim
Não, obrigado. Nunca cometo erros de escrita.

Cadastre-se e receba em instantes!

Seu e-mail não será divulgado.

Cadastre-se e ganhe um livro grátis!

Receba em seu e-mail o livro Como Escrever com Clareza, de André Gazola, e ainda tenha acesso aos cursos grátis do Lendo.org!

Seu e-mail não será divulgado.